Tipos de Investimentos Financeiros

Tipos de Investimentos Financeiros
Em economia, investimento significa a aplicação de capital com a expectativa de um benefício futuro. É uma maneira de aumentar um capital, aplica-se um recurso para ter um retorno no futuro. Existem diversos tipos de investimentos financeiros e há diversas razões para as pessoas investirem:
  • Para fazer uma viagem no futuro;
  • Para educação própria ou dos filhos;
  • Para conseguir comprar a casa própria;
  • Para se aposentar com uma qualidade de vida;
  • Para ter uma reserva numa emergência;
  • Entre outras.
Não há somente a opção da poupança para guardar o seu dinheiro, há outras maneiras de colocar o seu dinheiro para trabalhar para você. Investir é um outro caminho. Poupar é juntar dinheiro ou fazer economias, investir é empregar o dinheiro poupado em aplicações que rendam juros. Assim:
  • Poupança é guardar dinheiro para usar no futuro;
  • Investimento é juntar dinheiro para que ele gere rendimentos e então poder usar esses rendimentos no futuro.
Poupança
A poupança é o meio mais comum de juntar dinheiro, pois as pessoas confiam e, também, porque muitos pensam que é muito difícil investir, no entanto, o mercado de investimentos está muito mais próximo e fácil. Com o propósito de trazer mais conhecimento e variedade para você investidor vamos elencar os tipos de investimentos mais comuns, há duas grandes categorias:
  • Renda fixa – você empresta o seu dinheiro ao emissor (bancos, empresas ou governo), a taxa de rentabilidade é pré definida e os rendimentos são previsíveis;
  • Renda variável – você compra parte de uma empresa ou de um empreendimento imobiliário. Não há previsibilidade de rendimentos, é variável porque depende das expectativas dos investidores em relação ao mercado interno, externo e área de atuação.
A previsão de rentabilidade está subordinada ao risco do investimento, assim, as aplicações de renda fixa costumam oferecer maior segurança ao investidor do que as aplicações de renda variável. Além do mais, o investimento de renda fixa tem garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) e o investimento de renda variável não tem.
FGC
O FGC protege os investidores e poupadores, permitindo que eles recuperem, até um limite máximo determinado, os depósitos ou créditos. Desse modo, no caso de falência ou liquidação das instituições financeiras, no caso da renda variável, se o emissor declarar falência, o investidor perde tudo. Há diversos tipos de investimentos  financeiros em cada categoria:
Renda Fixa
  • Tesouro direto – são títulos públicos emitidos pelo governo federal para angariar recursos, o investidor empresta dinheiro para a União e é mais seguro que a poupança, pois é garantido pelo governo federal, desse modo, o único risco seria se o Brasil decretar falência. Sua rentabilidade está sujeita à taxa de juros e à inflação atual;
  • CDB (Certificado de Depósito bancário) – é um título emitido pelos bancos para financiar as suas atividades, portanto, o investidor empresta dinheiro às instituições bancárias e recebe o seu dinheiro de volta acrescido de juros;
  • CDI (Certificado de Depósito Interbancário) – os bancos emprestam dinheiro entre si para regularizar os seus caixas, de tal forma que não podem ficar negativos no fim do dia;
  • LCI (Letras de Crédito Imobiliário) – o investidor empresta dinheiro ao banco que investe em empreendimentos do setor imobiliário. São livres de taxas e tributos;
  • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) – também é um título emitido pelo banco, mas para financiar as atividades do setor do agronegócio;
  • Debênture –  o investidor empresta dinheiro para uma empresa de capital aberto na bolsa de valores, para captação de recursos dessas empresas e recebe um rendimento no futuro;
  • Imóveis – é seguro investir em imóveis, pois está imune à quebra de bancos, além do mais, os imóveis valorizam e permitem que você gere uma renda passiva, ou seja, um salário que não depende do seu esforço.
Renda Variável
  • Ações de empresa – o investidor compra ações de uma empresa e se torna dono de parte da companhia e tem direito a uma parte do lucro;
  • Fundo de investimento – é uma forma de aplicação financeira  formada pela união de vários investidores, que unem os recursos de diversas pessoas, para que sejam aplicados em conjunto no mercado financeiro e de capitais. Os ganhos obtidos com as aplicações são divididos entre os participantes;
  • Investimentos cambiais – o câmbio consiste na operação de troca entre duas moedas de países diferentes, como, por exemplo, reais por dólares, consiste em investir em ativos vinculados a moedas estrangeiras, o que permite explorar oportunidades de ganho tanto na variação do ativo quanto na da cotação da moeda. Este tipo de investimento envolve também o risco de perder valor caso a moeda estrangeira se desvalorize;
  • Fundos imobiliários – são fundos de investimento destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários, suas cotas são negociadas na bolsa de valores e o investidor as adquire para participar dos rendimentos do fundo.
Há inúmeras possibilidades de investir o seu capital, portanto, procure adquirir conhecimento para conseguir bons frutos. Os especialistas dizem que uma forma de diluir os riscos e aproveitar do melhor de cada tipo de investimento é diversificar as suas aplicações. Esperamos que tenham gostado deste nosso artigo “Tipos de Investimentos Financeiros”. Afinal, estamos juntos para apoiar você evoluir como investidor. Deixe seu comentário.
Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *